Como o crime é diferente do que é errado?

Se uma pessoa violar proibições reguladas por lei, seu comportamento pode ser atribuído a qualquer forma de crime: crime ou má conduta. Depende de como as relações sociais são reguladas nesta área do direito.

Os sinais comuns possuídos por todas as ofensas são sua injustiça e perigo para a sociedade. Eles se tornam os critérios pelos quais eles delimitam os atos e os encaminham para um crime ou para uma ofensa.

O crime

Caracterizando-os, o direito penal leva em conta os signos tanto objetivos quanto subjetivos. Sim, e outros ramos da lei, eles também devem ser levados em conta quando for necessário obter a resposta mais precisa para a questão de como uma ação realizada deve ser classificada.

Em primeiro lugar, os crimes são diferenciados pelo seu grau de perigo . Qualquer violação é uma invasão das relações na sociedade, protegida pela lei, o que significa que ela contém algum perigo social. Seu grau bastante elevado distingue o crime de outras ofensas e suas várias circunstâncias o determinam.

Apenas uma lei criminal prevê crimes, e suas consequências se tornam um registro criminal e uma sentença criminal imposta pelo tribunal.

O crime também pode ser distinguido pela natureza das consequências que ocorrem após o ato ser cometido. A composição do crime torna-se, por exemplo, a inflição de danos graves à saúde como resultado de violações identificadas na proteção do trabalho.

Ato é estimado como um crime baseado em sua comissão e objetivos . Por exemplo, transações imobiliárias que são conscientemente ilegais, porque foram feitas por funcionários interessados ​​para fins mercenários, são um crime. Em qualquer outro caso, é uma ofensa disciplinar.

Quaisquer distinções são facilitadas se houver uma lei que indique claramente se é possível atribuir o ato realizado a ofensas, ou se é um crime. E seus objetos são a vida humana, a segurança do estado. A lista desses objetos é muito mais ampla e específica. Hoje inclui:

  • Qualquer propriedade.
  • Interesses pessoais.
  • Paz e segurança.
  • O meio ambiente.
  • Ordem constitucional, etc.

Contravenção

Esses atos são ilegais, mas não representam um perigo particular para a sociedade. Diante disso, a punição por cometê-los não é tão severa - uma penalidade, e muitas vezes se reduz apenas a um aviso.

Acontece que eles são culpados pela negligência, e até negligenciam as regras e regulamentos sociais, referindo-os a ofensas menores.

A falta de conduta é diferente e depende da esfera de vida afetada:

Disciplinar Tal má conduta inclui violações da disciplina: trabalho e acadêmico, militar e de serviço. E penalidades, como repreensão simples ou mesmo transferência rígida por um período de tempo para trabalhar com salários mais baixos ou posições inferiores, possivelmente demissão, servem como punição para eles.

Estas penalidades têm o direito de impor a administração de uma empresa ou organização, instituição onde corpos especiais são formados para este propósito. Eles só podem impor uma penalidade dentro de um mês após a descoberta da ação.

Administrativo Os objetos da ordem pública e das liberdades civis, a propriedade estatal e os monumentos históricos e arquitetônicos, o meio ambiente, o trabalho e a saúde tornam-se objetos de abuso.

Trabalho corretivo e multas podem ser usados ​​como punição, até prisão por 15 dias e confisco. Imposto deve ser o mais tardar um ano após a realização. Consideração de tais violações e a imposição de penalidades - na esfera de influência dos órgãos autorizados.

Direito civil . Esses atos também são ilegais e socialmente prejudiciais, mas não são considerados socialmente perigosos. Isso prejudica a organização ou o indivíduo e sua propriedade, como resultado de ações ilegais, transações ilegais, descumprimento de obrigações contratuais pelas partes, propagação de rumores ofensivos, conscientemente falsas, violação de direitos autorais etc.

Como punição por tal má conduta terá que compensar danos morais, para compensar os danos, para restaurar os direitos violados.

Imoral Ações violentas, como regra, de natureza deliberada, dirigidas contra uma pessoa quando as normas morais são violadas. Por exemplo, agressões, insultos expressos em público, violência para fins de educação, a demanda por subornos, a aparição de um estado de embriaguez em um lugar público, o envolvimento de menores no consumo de álcool. Os participantes em tais procedimentos são mais freqüentemente funcionários de instituições educacionais.

Se o fato da comissão da ofensa é provado, o infrator pode ser demitido e uma entrada correspondente aparecerá em seu registro de emprego. Para uma pessoa não relacionada a atividades educacionais, aplique outras penalidades.

Tais contravenções são particularmente difíceis de lidar e, especialmente, para a imposição de punição. Qualquer penalidade é imposta dentro de um mês a partir do momento da descoberta, e da comissão - seis meses.

Qual é a diferença entre ofensa e ofensa?

  1. O crime é cometido com intenção maliciosa, pensativo e preparado e, portanto, mais perigoso. Má conduta - em regra, a ação é inconsciente, espontânea.
  2. O crime certamente implicará punição sob o Código Penal e antecedentes criminais. Por má conduta é estabelecida responsabilidade por leis trabalhistas, administrativas, familiares, civis, códigos e diversos estatutos.

Acredita-se que qualquer crime que ficou impune leva a um crime. Para que você não tenha que procurar a diferença entre esses conceitos e adivinhar qual punição seguirá o ato, seja um cidadão cumpridor das leis, siga as normas e regras sociais.

Recomendado

Augmentin ou Sumamed: uma comparação de meios e o que é melhor
2019
O que é melhor escolher um bloco de mola ou espuma de poliuretano?
2019
Phytohepatol 2 e 3: qual é a diferença e o que é melhor
2019